quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Aproveite a sua laranja


 Não me julgue, que eu saiba quem responde pelos meus atos ainda sou eu, quem vai ter a cabeça na bandeja das regras sociais superiores sou eu. Me poupem de observar línguas se movendo sem parar. Línguas que salivam como a minha, que saboreiam coisas como a minha. Então, por que insiste em falar ? Meu erro não está aqui pra ser água que mata a sede da sua boca que se move. Se meu impulso aos seus olhos nebulosos foi imperfeito ou se minha atitude lhe pareceu invertida, não venha entornar em mim ou em órgãos alheios que captam seu som com falhas acústicas. Se sua boca ainda tem sede de buscar meus atos que não condizem com suas regras, primeiro mate sua sede chupando bem a laranja que te pertence e observe o bagaço podre que ela vai se tornando. 


fonte da imagem: http://weheartit.com/



--
O título teve colaboração de um amigo. 

7 comentários:

  1. "Se sua boca ainda tem sede de buscar meus atos que não condizem com suas regras, primeiro mate sua sede chupando bem a laranja que te pertence e observe o bagaço podre que ela vai se tornando. " Ficou super "Bixa má" style haha! Ótimo, Má! :)

    ResponderExcluir
  2. "Me poupem de observar línguas se movendo sem parar. Línguas que salivam como a minha, que saboreiam coisas como a minha."

    Cada um no seu quadrado. É assim que deve ser...

    ResponderExcluir
  3. caramba Má! Que texto!! MUUUUITO BOM MESMO! *-* continue assim! Intensa

    ResponderExcluir
  4. GENIAL!INVEJÁVEL! Simplesmente...

    ResponderExcluir
  5. Uau! Maria, você está produzindo aqui algo muito bom de ler. Parabéns! Que língua dos outros não seja o juiz sobre nós, pois língua por língua, fico com a bifurcada dos anfíbios a dos invejosos fofoqueiros de plantão. Abraço do blogueiro visitante! Encantado.

    “Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (@JefhcardosoReal)

    Convido-te para que leia e comente ‘A PEQUENA LOJA’ ao pé da pagina inicial do http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. "Meu erro não está aqui pra ser água que mata a sede da sua boca que se move. Se meu impulso aos seus olhos nebulosos foi imperfeito ou se minha atitude lhe pareceu invertida, não venha entornar em mim ou em órgãos alheios que captam seu som com falhas acústicas", não preciso dizer mais nada depois disso, perfeito, Maria!!!!Parabéns

    ResponderExcluir

Qualquer pessoa pode comentar, fique à vontade :)