segunda-feira, 23 de julho de 2012

Então a gente ri...


Ele beija a ponta do meu nariz, contorna meu rosto com os dedos e toca meus lábios com aquele jeito de você-me-ganhou-garota-sou-todinho-seu.  Acordo do lado dele com resquícios de maquiagem, bem estilo panda com o rímel da noite passada, e ele repete baixinho: - linda, tão linda... - Minha cara é aquela típica que ele vive falando, aquela que é como se eu dissesse “ata, vou fingir que acredito em você.”.  Os olhos dele me olham e brilham.

- Como eu vim parar aqui com você? Quando foi que isso aconteceu?

- Sei lá, acho que a gente bebeu muito a noite passada... Qual é o seu nome mesmo? –Brinco, olhando séria pra ele. Então a gente ri, ri porque nossas risadas combinam, ri dessa coisa patética que inunda o coração, ri desse sentimento que deita e rola na cama junto com a gente. A gente ri do bobo do amor.

Fonte da imagem: http://migre.me/a0mdt

Um comentário:

  1. Maria,
    Você por acaso anda escrevendo sobre histórias reais?
    Tão lindo *__*

    ResponderExcluir

Qualquer pessoa pode comentar, fique à vontade :)